AMARGURA: VENENO DA ALMA

ALIMENTAMOS A MÁGOA SEMPRE QUE A MENTE SE DETÉM EM LEMBRANÇAS DE INJUSTIÇAS SOFRIDAS, ERROS COMETIDOS CONTRA NÓS INTENCIONALMENTE OU NÃO, QUE CAUSARAM FERIDAS EMOCIONAIS.

 

FERIDA gera → MÁGOA → AMARGURA

 

“Que ninguém se prive da graça de Deus e que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe e, por meio dela, muitos sejam contaminados”. (Hebreus 12:15)

 

  • Mágoa contra si mesmo. Sintomas: sentimento de culpa, complexo de inferioridade, autopiedade, ausência de amor-próprio, vergonha, ódio, podendo levar à atitude extrema do suicídio.
  • Mágoa contra os outros. Sintomas: ressentimento, mágoa, raiva, ódio, constante amargura, vingança, podendo até chegar ao assassinato.
  • Mágoa contra Deus. Sintomas: dúvidas persistentes, questionamentos, incredulidade e rebelião, podendo chegar ao ateísmo.

 

SINTOMAS da AMARGURA:

 

  •  ENFERMIDADES FÍSICAS:

Os psicólogos e médicos constataram que muitas enfermidades têm origem no desequilíbrio emocional, Por exemplo: problemas nervosos, insônia, dor de cabeça, esgotamento, artrite, pressão alta, palpitações, taquicardia, úlcera, doenças de pele e outras.

 

  •  CONSTANTE MAU HUMOR:

A pessoa torna-se áspera, crítica, vingativa, cheia de autopiedade e lamentações, contaminando também as pessoas ao redor.

 

  • ISOLAMENTO:

As pessoas se afastam, pois a conversa do amargurado gira em torno de suas próprias feridas e o ambiente à sua volta se torna desagradável e provoca mal-estar. E o amargurado se isola como forma de proteção.

  • RELACIONAMENTOS QUEBRADOS:

– Cegueira espiritual (I João 2:9-11) “Aquele que diz estar na luz e odeia a seu irmão, até agora, está nas trevas. Aquele que ama a seu irmão permanece na luz, e nele não há nenhum tropeço. Aquele, porém, que odeia a seu irmão está nas trevas, e anda nas trevas, e não sabe para onde vai, porque as trevas lhe cegaram os olhos.”

 

– Insensibilidade com o próximo. (Efésios 6:12) “Nossa luta não é contra carne e sangue”, ou seja, não é contra pessoas, mas contra as forças das trevas que as usam!

 

IMPORTÂNCIA DO PERDÃO

A amargura só tem lugar onde faltou o PERDÃO! Temos dificuldade de perdoar quando há um entendimento errado do que seja perdão.

 

PERDOAR NÃO É…

 

·         NÃO é concordar com o erro.

·         NÃO é uma licença para a pessoa continuar nos magoando.

·         NÃO é um atestado de inocência quando nos dispomos a compreender os motivos.

·         NÃO é esquecer. Ignorar uma ferida na alma apenas mascara os sentimentos ruins.

·         NÃO é sentimento, é uma decisão.

·         Portanto NÃO depende do desejo de perdoar, é uma escolha do nosso livre arbítrio.

 

A decisão de escolher o que é CERTO leva à mudança de:

 

PENSAMENTOS

VONTADE

SENTIMENTOS

ATITUDES
Se esperarmos sentir vontade… Não perdoaremos nunca!

 

·         NÃO é um ato isolado, é o modo de vida de cada filho de Deus. Ninguém consegue viver sem magoar os outros, ainda que não queira.

 

O QUE É PERDÃO?

Do Latim PERDONARE, formado por PER, “completamente”, + DONARE, “dar” = dar totalmente, quitar culpa.

 

·         PERDOAR é deixar livre, soltar, libertar a si e o outro.

– Filemon 1:18 “E, se algum dano te fez ou se te deve alguma coisa, lança tudo em minha conta.” O apóstolo Paulo reconhece a dívida de Onésimo, um escravo de Filemon, pedindo que perdoe o erro cometido e assumindo a quitação da dívida. Aqui fica claro que uma coisa é a ofensa, outra coisa são as consequências, que nem sempre podem ser reparadas, mas ainda assim é preciso que haja perdão.

 

·         É um ato da GRAÇA: favor não merecido. Não recebemos o perdão de Deus por mérito, mas pela graça. Pelo mesmo motivo precisamos liberar perdão, independente de merecimento, pois também não merecemos.

– Col. 2:32  “Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou.”

 

QUEM PERDOA…

·         Quem perdoa é liberto do passado

– João 20:23 “a quem não perdoarem os pecados serão retidos.”

 

·         Quem perdoa é perdoado por Deus

– Mat. 6:9-15 “e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores”.

 

·         Quem perdoa é obedece a Deus

– Col. 3:13,14 “Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós. Acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição.”

 

– Atos 7:7 “Enquanto apedrejavam Estêvão, este orava: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito”. Então caiu de joelhos e bradou: “Senhor, não os consideres culpados deste pecado”. E, tendo dito isso, adormeceu.”

Ele aprendeu com o Mestre!

 

·         Quem perdoa é curado das doenças geradas pela amargura.

– Heb. 12:15  “que nenhuma raiz de amargura, brotando vos perturbe”.

 

·         Quem perdoa é abençoado. AMARGURA ATRAI MALDIÇÕES! Permitir a amargura é andar em desobediência a Deus; andar em desobediência é sair da proteção divina e dar direito legal a Satanás em sua vida.

– Deuteronômio 11:26-28 “Eis que hoje eu ponho diante de vós a bênção e a maldição; A bênção, quando cumprirdes os mandamentos do Senhor vosso Deus, que hoje vos mando; Porém a maldição, se não cumprirdes os mandamentos do Senhor vosso Deus, e vos desviardes do caminho que hoje vos ordeno, para seguirdes outros deuses que não conhecestes.”

– Efésios 4:26,27 “Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo.”

 

QUEM NÃO PERDOA…

·         Retém a mágoa como forma de vingança. – Heb. 10:30 “…Minha é a vingança, eu retribuirei”, diz o Senhor.

 

·         Dá vantagem a Satanás

– 2 Cor. 2:10,11 “Se vocês perdoam a alguém, eu também perdôo; e aquilo que perdoei, se é que havia alguma coisa para perdoar, perdoei na presença de Cristo, por amor a vocês, a fim de que Satanás não tivesse vantagem sobre nós; pois não ignoramos as suas intenções.”

 

·         Não tem comunhão perfeita com Deus – Mat. 5:23,24 “Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta, ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta.

 

·         É atormentado – Mat. 18:32-35 “Então o senhor chamou o servo e disse: ‘Servo mau, cancelei toda a sua dívida porque você me implorou. Você não devia ter tido misericórdia do seu conservo como eu tive de você?’ Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, até que pagasse tudo o que devia. Assim também lhes fará meu Pai celestial, se cada um de vocês não perdoar de coração a seu irmão.”

 

·         Busca culpados: o próximo, a si mesmo e até Deus! Apresenta atitudes defensivas quanto a si e atitudes de constantes acusações quanto aos outros.

 

·         Não crê no amor e no perdão de Deus quem não perdoa a si mesmo. Deus perdoa o arrependido

– I João 1:9 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”

Sou mais justo que Deus?

 

– CRISTO PAGOU PELA NOSSA CURA – Isa. 53:2-7

“Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido.

Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.”

 

– CRISTO PAGOU MINHA DÍVIDA – Col. 2:13,14

“Deus os vivificou com Cristo. Ele nos perdoou todas as transgressões, e cancelou a escrita de dívida, que consistia em ordenanças, e que nos era contrária. Ele a removeu, pregando-a na cruz e, tendo despojado os poderes e as autoridades, fez deles um espetáculo público, triunfando sobre eles na cruz.”

 

Jesus tomou a promissória contra nós que estava nas mãos do diabo e rasgou!

 

– NADA ME SEPARA DO AMOR DE DEUS EM JESUS – Rom. 8:31-39

“Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.”

 

EU CREIO NESTE AMOR! EU RECEBO PELA FÉ O AMOR DE DEUS ATRAVÉS DE CRISTO JESUS!

 

– EXERCÍCIO DO PERDÃO: E você, tem alguma promissória no coração contra alguém?

Pegue um papel e escreva: nota promissória. Escreva “devedor” e o nome da pessoa que lhe magoou. Escreva “dívida” e o que você acha que a pessoa lhe negou, portanto ficou em dívida: atenção, reconhecimento, respeito, amor, compreensão… Ou mesmo valor financeiro, escreva tudo. Faça uma ficha desta para cada pessoa que você não consegue perdoar. Apresente estas “promissórias” todos os dias a Deus em oração, dizendo: “Senhor, eu não consigo perdoar estas pessoas (dizer os nomes). Ajuda-me a querer perdoar! Ajuda-me a liberar perdão, em nome de Jesus!”. Continue persistindo em oração até receber forças para rasgar as promissórias, uma de cada vez.

Assim como Cristo “nos perdoou todas as transgressões, e cancelou a escrita de dívida que era contra nós”, rasgue as promissórias!
* Alguns trechos foram retirados do livro “Personalidades Restauradas”, de Valnice Milhomens, Editora Palavra de Fé.

Um comentário sobre “AMARGURA: VENENO DA ALMA

  1. Maravilhoso estes ensinamentos. Continuem pois nos ajudar a ajudar outros. Parabéns

Os comentários estão desativados.